Formação em Radiestesia

Curso de formação de radiestesia e radiônica, presencial e à distância.

O curso transita desde os conhecimentos elementares para o iniciante utilizando energia na forma de cromoterapia sutil, presencial ou à distância… até as técnicas mais elaboradas, aumentando passo a passo a eficiência e simplificando o método de avaliação e tratamento.

A formação tem a duração de 4 meses e nela aprenderemos a ser donos da nossa saúde num caminho de profundo autoconhecimento.

Você vai se surpreender com os resultados e a seriedade destas técnicas.

Curso via zoom, com interatividade online e suporte via whats.

16 encontros semanais. Carga Horária: 40 hs.

O radiestesista precisa treinar a neutralidade nas medições até entender e perceber que o pêndulo pode ser uma ferramenta excelente para diagnostico energético. Sim, nos movimentamos o pêndulo, mas treinamos para ter uma resposta não consciente.

A radiestesia tem uma infinidade de aplicações:

Determinar o tipo e quantidade de energia necessária para equilibrar uma pessoa.

Procurar agua, metais, objetos perdidos, carro roubado, etc.

Complementar o diagnóstico de técnicas holísticas:

Alinhamento sistêmico, florais, cristais, homeopatia, aromaterapia, acupuntura, etc.

Identificar eventuais energias nocivas presentes nos clientes e/ ou nos espaços terapêuticos.

Como a radiestesia e a radiônica lidam com as energias nocivas?

Na visão radiestésica não faz sentido utilizar elementos de proteção energética sem antes seguir os passos correspondentes.

Identificar o tipo e quantidade de energia nociva.

Eliminar (ou limpar) ela.

Ocupar o espaço vazio deixado pela energia nociva pelo tipo e quantidade de energia que a pessoa mais precisa nesse momento (evitando que seja ocupado novamente por energias nocivas).

Proteger para evitar nova “contaminação energética”

Quais os efeitos das energias nocivas?

Podem ocasionar irritação, sono, dores recorrentes ou repetitivas, alterações de humor, insônia, depressão, falta de clareza mental, medos e inseguranças, dificuldades para tomar decisões, diversas doenças físicas ou mentais, dificuldades financeiras e até câncer.

O renomado radiestesista francês Roger de Laforrest no seu livro “Casas que matam” esmiuçou as diversas influências nocivas que podem estar atuando numa residência ou local de trabalho.

No Feng Shui os chineses colocam de forma alegórica:

“Não se dorme sobre as veias do dragão” referindo-se aos veios de água subterrâneos que são a interferência energética mais encontrada.

Porque o equilíbrio é saúde?

O que nos desequilibra?

Podemos dizer que todos nós somos “gerenciadores de energia”.

Recebemos energia do que comemos, bebemos, respiramos, dos locais onde moramos, trabalhamos, transitamos, das pessoas com as quais convivemos regular ou eventualmente… e emitimos energia o tempo todo.

E as nossas casas tem boas energias? Estão com energias nocivas?

Elas podem prejudicar minha saúde?

Claro que é importante saber a resposta a estas duas simples perguntas.

E antes de avançar neste assunto é bom esclarecer que as energias nocivas podem estar nas nossas casas ou até em nós,

Algo muito importante neste momento:

As energias nocivas podem vir de fora, mas também podem ser geradas por nós, e não precisamos ficar procurando quem está com inveja, magoa, raiva, etc. de mim, ou se eu simplesmente a absorvi ou recebi porque estive num determinado local, ou até ´porque fiquei irritado no transito ou qualquer outro motivo.

Não precisamos mandar nada de volta, praticamente todas as escolas e linhas filosóficas falam da lei de retorno, então cada um precisa cuidar das suas atitudes.

Open chat